terça-feira, 26 de outubro de 2010

Turismo Rural e Ecológico é opção de lazer para este feriado


Turismo rural e ecológico é opção para este feriado

Programação cultural oferece aos brasilienses atividades para sair da rotina

Amanda Viviele

Ar puro, comida caseira e tranquilidade. É isso que a programação do Festival do Turismo Rural – Cultura e Diversidade, que continua até 9 de novembro, tem como sugestão para as famílias brasilienses neste feriado. Para aquelas que querem inovar e torná-lo inesquecível, os hotéis fazenda, restaurantes rurais, sítios pedagógicos e pesque-pagues do DF e Entorno oferecem várias atividades, que ajudarão os brasilienses a sair da rotina e aproveitar a natureza.

Com festa tradicional e folclórica, o Hotel Fazenda Recanto Pedra Grande quer colocar toda a família para entrar na dança e eleger um casal para ser o Rei e a Rainha da celebração. Antigo quilombo goiano, o Distrito de Santa Rosa (GO) deu origem à festa que hoje é tradição no estado. Trata-se de uma brincadeira em que todos dançam músicas caipiras e os melhores são coroados reis e rainhas do baile. Começa assim a caça à rainha: o primeiro que a encontrar ganhará hospedagem completa, incluindo alimentação e estadia no hotel. Seguindo em cortejo até a sede, a cerimônia será concluída e os sanfoneiros e violeiros locais alegrarão o restante da noite.

"Com a programação do festival, além de desfrutarem do contato com a natureza, os brasilienses poderão conhecer um pouco mais da cultura do campo", ressalta a presidente do Sindicato de Turismo Rural e Ecológico do DF - RuralTur, Maria Inês Ávila.  Ao som de MPB e de música sertaneja, com direito a histórias em volta da fogueira e exposição de artesanatos locais, o Rancho Aguilhada e o Araras Hotel Fazenda prepararam uma programação que pretende agradar a todos, disponibilizando guias para trilhas, cavalgadas e visitas ao Buraco das Araras.

 

Para os apreciadores da culinária goiana e mineira, a Fazenda Velha aguçará o paladar com o circuito da mandioca, no qual os participantes poderão degustar quitutes feitos com o alimento e aprender a produzir bolos, biscoitos e tapiocas. Além disso, durante a oficina de gastronomia rural os visitantes poderão levar receitas antigas para incluí-las no Espaço da Memória, um pequeno museu montando dentro da própria fazenda.

 

Descontos especiais

Além das atrações preparadas especialmente para o festival, algumas propriedades participantes oferecem descontos para as atividades realizadas aos sábados durante o evento. Na Fazenda Recreio Dinizlândia, por exemplo, o passaporte para o Parque Mundo Radical estará com 50% de desconto. Lá, as crianças podem brincar em muro de escalada, tirolesa, kart cross, passeio a cavalo, entre outros. De R$ 15, por R$ 7,50.

 

No Hotel Fazenda Vale do Arco Íris o desconto é de 20% na hospedagem de sábado para domingo. O valor, que normalmente é R$ 198, será R$ 158, incluindo café da manhã, almoço, jantar e as atividades de lazer da fazenda.

 

O festival é realizado em 16 propriedades do DF e Entorno e tem o apoio da Administração Regional de Sobradinho e do Sebrae no DF. A programação completa está disponível no site www.turismoruraldf.com.br.

 

 

Serviço:

 

Festival do Turismo Rural e Ecológico – Cultura e Diversidade

Data: Até 9 de novembro

Programação completa: www.turismoruraldf.com.br



 


 

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Um passo importante

 

Catorze estados já inscreveram propostas de prevenção à exploração sexual no Portal de Convênios do Governo Federal

 

Brasília (08/10/2010) – A primeira fase do Projeto de Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no Turismo já tem bons resultados. Dois meses após o fim dos cursos de multiplicadores na temática, 14 estados já inseriram propostas de ações de prevenção dos casos no Portal de Convênios do Governo Federal (Siconv).

 

A primeira etapa do projeto consistiu na formação de 163 agentes multiplicadores das 27 unidades da Federação. Durante os cursos, representantes de entidades públicas e da sociedade civil foram capacitados para sensibilizar donos de hotéis, restaurantes, agências de viagens e demais atores do setor sobre a importância de não permitir a prática do crime em seus estabelecimentos.

 

Além disso, os participantes elaboraram planos de ação estaduais. O Ministério do Turismo (MTur) disponibilizou recursos para que os documentos se tornassem ações práticas. De acordo com a coordenadora do Programa Turismo Sustentável e Infância, Elisabeth Bahia, o valor inicial para cada proposta foi de R$ 120 mil.

 

"Cada estado tem uma realidade. São necessidades, distâncias e prioridades diferentes. Por isso, vamos analisar e discutir as propostas separadamente", explicou. Ela conta que um dos projetos apresentados ao MTur já foi aprovado – o de Recife, que prevê a sensibilização dos prestadores de serviços das 11 rotas turísticas do estado.

 

Os outros estados que inseriram propostas foram: Amazonas, Distrito Federal, Bahia, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Alguns deles, como o Rio de Janeiro, inseriram mais de uma proposta no Siconv. No total, 21 projetos foram apresentados.

 

Parque Nacional do Iguaçu deve receber 25 mil no feriado de Nossa Senhora

O Parque Nacional do Iguaçu prepara uma operação especial para atender os turistas no feriado de 12 de outubro, Dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. De 9 a 12 de outubro o atrativo deve receber 25 mil turistas. A expectativa é baseada nos dados estatísticos e num aumento de demanda dos países vizinhos, como Argentina e Paraguai, que também comemoram a data.

Para agilizar o atendimento aos visitantes, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a concessionária Cataratas do Iguaçu S.A. preparam uma recepção com reforço de monitores e funcionários nas bilheterias, aumento na frota de ônibus e ampliação do horário de visitas. A medida visa garantir aos turistas mais tempo para desfrutarem o passeio na unidade de conservação.

O dia de maior movimentação deve ser o domingo, 10, quando o Parque Nacional do Iguaçu abrirá às 8 horas — uma hora mais cedo em relação ao horário normal. O atendimento das bilheterias será das 8h às 17 horas; do estacionamento, das 7h30 às 20 horas; e o retorno do último ônibus, saindo de Porto Canoas, com previsão para as 19h30.

 

Serviço:
Atendimento no Parque Nacional do Iguaçu

Data: 9, 11 e 12 de outubro
Horário:  9h às 17 horas

Domingo

Data: 10 de outubro

Horário: 8h às 17 horas